Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SONETO XVIII

XVIII

O dia que pensar for crime
Não há mesmo quem redime.
Poetas serão decapitados
Sem o menor respaldo.

Sem pensamento coerente
Diga logo num repente.
Na defesa de qualquer ente
É isso que ele sente.

Sentir e logo exprimir
Nem o podem confundir
O que vai mesmo sugerir.

O poeta tem sua meta
Sua mente correta
Jamais ele peca.

São José/SC, 1 de outubro de 2.006.
morja@intergate.com.br
www.mario.poetasadvogados.com.br
Asor
Enviado por Asor em 02/10/2006
Reeditado em 02/10/2006
Código do texto: T254635
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Asor
São José - Santa Catarina - Brasil
1677 textos (36852 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 08:40)
Asor