Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Primeira estação - A condenação

Quando Pôncio Pilatos condenou
a morrer numa cruz o Salvador
e a coroa de espinhos fez-se dor,
uma vez Simão Pedro então negou

conhecer Jesus Cristo, o seu pastor,
e negou duas vezes inda mais.
Quando o galo cantou, perdeu a paz
e mostrou, com seu pranto, enorme dor.

A platéia clamou por Barrabás,
conhecido ladrão, e em seu lugar
indicaram Jesus, em coro pleno.

E Pilatos perdeu, então, a paz,
pois se viu compelido a condenar,
por dizer-se homem-Deus, o Nazareno.
Paulo Camelo
Enviado por Paulo Camelo em 18/06/2005
Reeditado em 24/08/2005
Código do texto: T25772
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Paulo Camelo - www.camelo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Paulo Camelo
Recife - Pernambuco - Brasil, 68 anos
909 textos (260182 leituras)
36 áudios (10732 audições)
6 e-livros (1679 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 12:36)
Paulo Camelo

Site do Escritor