Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto de amor que não ama

O amor não me ama, já o tenho descoberto
Que ele me persegue apenas para ferir-me o sentimento
O amor não me ama e só!
Desse amor que de primavera agora é só tormento!

O amor não me ama e canto versos tristes
Para encontrar-te ou não encontrar-te... nem sei o pior!
E que deixe que o destino por si decide
E rogo que Amor, cego e louco, de mim tenha dó!

O amor não me ama e outrora era certeza que acalentava
O amor não me chama e fica a se opor
O amor, como for... não me segurava!

E aqui estou eu em papel de sofredor, em autêntica cilada
Que eis agora de toda chegada a certeza do não amor
Que morra o peito que já era enfim tua morada!
dhália
Enviado por dhália em 09/10/2006
Código do texto: T260489
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
dhália
Salvador - Bahia - Brasil
238 textos (5113 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:11)
dhália