Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

IV - MUDE SUA VIDA NA SUA HORA.

Manoel Lúcio de Medeiros.


Como a juriti, canta seu soluço,
Nossa vida tem seu momento russo,
Mas como uma roda, gire sem parar,
Nada se alcança, sem o batalhar!

Como um jaburu, grite na sua hora,
Busque seu direito, isto revigora,
Busque coisas novas, em cada assunto,
Busque esta força, que há num conjunto!

Como uma cova, sepulta o defunto,
Enxugue as mágoas, e o que não presta,
Levanta a cabeça, ergue o peito bravo!


Faça uma leitura, busque um novo assunto,
Faça da sua vida, sempre ser uma festa,
Ganhe seu dinheiro, não deva um centavo!



Direitos autorais reservados.
Malume
Enviado por Malume em 12/10/2006
Código do texto: T263092
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Malume
Fortaleza - Ceará - Brasil
452 textos (16873 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 12:22)
Malume