Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

RECOMEÇO

Lágrima neste vento dissipando
D´água que me faz homem e certeza.
O amor que trago em mim será beleza
Que ao findo temporal se libertando

Vai ao mundo pagão onde morando
Não estou há vários meses de realeza
No palácio da nobre Dama e Alteza
Que das garras do amor vive sangrando.

Vento! Que sobre as costas, no corcel
Donde sigo: sem sonho e direção
Movimenta este corpo rumo ao nada,

Dissipa dos meus olhos a molhada
Lágrima deste triste coração
E galopa meu ser para outro Céu.
Alexandre Tambelli
Enviado por Alexandre Tambelli em 15/10/2006
Reeditado em 01/10/2013
Código do texto: T264834
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Alexandre Tambelli
São Paulo - São Paulo - Brasil, 48 anos
676 textos (116309 leituras)
8 áudios (2991 audições)
1 e-livros (398 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 08:36)
Alexandre Tambelli