Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Carolina

Ah, se eu pudesse ser calcinha, a tua
Eu seria! Pudesse ser sutiã,
O sutiã teu eu seria! De avelã,
E orleã, pra cubrir a pele nua.

Ah, ser formiga eu queria, e espiã,
E espiaria os seios cor-de-lua,
Que despidos colorem toda a rua
E sonhos nutrem, e ilusão e amanhãs!

Mocinha, estou desfeito nos teus cheiros
De maçã e mandarina, ó Carolina!
Mulher, todos teus meses são janeiro!

É injusto sejas só minha menina:
És tão bela, gostosa e feminina,
Que deverias ser do mundo inteiro.
Cirilo
Enviado por Cirilo em 17/10/2006
Reeditado em 28/10/2015
Código do texto: T266298
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cirilo
Caxias do Sul - Rio Grande do Sul - Brasil
136 textos (7396 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 11:57)
Cirilo