Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto de desilusão

Quereria viver como do pássaro
O canto: altivo, alegre e despertar
Sorrisos nas mulheres ao passar...
E os sorrisos devolver com beijos claros.

Quereria viver como o sonhar
Duma criança: belo e sem reparos,
Espontâneo e tão livre sem preparos...
E a liberdade infinda vivenciar.

Um certo sem-fazer e fazer nada,
Meu infortúnio!, domina o pressentir
Que os sonhos que sonhei tornar-se-ão prantos.

Resta o consolo à alma machucada:
De tanto desejar vou conseguir
Conciliar viver com desencanto.
Cirilo
Enviado por Cirilo em 17/10/2006
Código do texto: T266301
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cirilo
Caxias do Sul - Rio Grande do Sul - Brasil
136 textos (7396 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 16:01)
Cirilo