Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MEU FIM

Quem és tu que me segues na jornada
Sempre, sem me deixar por um minuto,
Perto de mim, assim iluminada,
Como alguém a pagar algum tributo?

Não podes ser a morte nem o luto,
Andas de branco, sem ferir por nada.
E ela falou baixinho, mas escuto:
Não temas, sou o teu Anjo da Guarda.

Falou sorrindo, abriu as asas santas,
Atirou-me com graças tantas, tantas,
“Zilhões” de beijos e voou pro Céu!

Hoje sou triste, pois perdi meu Anjo.
Sou um mendigo, minha vida esbanjo,
Deixei os versos... como e durmo ao léu.
Lucan
Enviado por Lucan em 17/10/2006
Código do texto: T266760
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lucan
Salesópolis - São Paulo - Brasil, 85 anos
1985 textos (86942 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 10:35)
Lucan