Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto do cotidiano - II

Só, e com a vontade fatigada,
Recentemente estive a cogitar...
Qual será meu dever nesta jornada
Antes de ser levado pelo mar?

Ter deixado o destino me levar
Talvez fora cair numa cilada...
Apesar de onde consegui chegar,
Fui mais feliz quando não tinha nada.

E entre cigarros e alguns tragos penso
Nos trabalhos, projetos e deveres
Do dia-a-dia que me torna denso.

Sonhava conhecer tantos lugares,
Mas de repente achei-me no consenso:
Até o túmulo o acúmulo de haveres.
Cirilo
Enviado por Cirilo em 26/10/2006
Reeditado em 13/01/2010
Código do texto: T274200
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cirilo
Caxias do Sul - Rio Grande do Sul - Brasil
136 textos (7396 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 17:56)
Cirilo