Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto de consistência

Até hoje não entendi o quê fazia
Aquele homem atras do muro,
Nada de suspense.
Enquanto o vento se enovelava
Pela rua
Percebi que o mesmo
Subiria no muro
E com certeza
Ficaria muito espantado
Não era o homem da terra
E sim o homem da noite
Vento,
Meu camarada
Conte aos 4 cantos do mundo
O quê você viu atras do muro.
SIRIO
Enviado por SIRIO em 30/10/2006
Reeditado em 31/10/2006
Código do texto: T277608
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
SIRIO
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 50 anos
131 textos (2201 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 04:01)
SIRIO