Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto de Resposta em Silêncio

Era tua resposta em silêncio o que me tinha
Dessa tua resposta que ao não dizer já o confessa
O não-querer sem dúvida, sem dor ou nostalgia
O meu deixar como quem fica do amor liberta!

Era o silêncio de tua resposta o que tanto buscava
De não-lágrimas que nunca puderam confessar o que sentiam
Era no rítmo dos poetas o não entendimento que tanto guardava
De olhos tão falsos que por serem atores somente mentiam!

Eram sorrisos, palavras, canções e brilho... nada mais!
E tua resposta nada mais é diante do silêncio
de que valem palavras se tudo já foi dito em palavras tais?

Desta resposta que agora me invento
E liberta de tua resposta pois se a tua não-resposta me traz
a tristeza... que só me responda a certeza do vento!
dhália
Enviado por dhália em 01/11/2006
Código do texto: T278933
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
dhália
Salvador - Bahia - Brasil
238 textos (5113 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 14:35)
dhália