Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
REALEJO...

Ali, o Menestrel do meu destino
Volvendo manivela qual menino
Senhor, próprio dono da verdade
Tão triste, enfática realidade

À minha frente, dor inesperada
Puro, ao revelar a minha amada
Nos devaneios de sua leviandade
A mácula do Eu pela ansiedade

Inferno astral, na mente calma
Encontro vago em desespero
Somente a paz é que almejo

E a dor da minha própria alma
No tal desfecho, e com esmero
Espero pela voz do Realejo
O Guardião
Enviado por O Guardião em 01/11/2006
Reeditado em 07/08/2007
Código do texto: T279218
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
O Guardião
São Paulo - São Paulo - Brasil, 51 anos
364 textos (34436 leituras)
13 áudios (2409 audições)
2 e-livros (1988 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 10:01)
O Guardião

Site do Escritor