Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Gaiola

 Gaiola preciosa, mas fechada,
 Embala um coração ansioso
 Na solidão da alma cansada,
 Definha um amor desgostoso.
 
 Cabisbaixo amanhece o dia
 Carregando de seu, o lamento
 Dormido na franja da agonia;
 Amor doído em preces bento.
 
 Pobre coração amordaçado
 Desejoso de perdão e liberdade
 Definha preso e desgraçado,
 
 Respira sonhos de saudade
 Na gaiola envolta de passado.
 Guarda su' alma na eternidade
Angélica Teresa Almstadter
Enviado por Angélica Teresa Almstadter em 02/11/2006
Código do texto: T279773

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angélica Teresa Almstadter
Campinas - São Paulo - Brasil, 62 anos
1054 textos (55637 leituras)
25 áudios (3274 audições)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 10:38)
Angélica Teresa Almstadter