Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A VIRGINDADE PERDIDA




Conta-me menina como foi!
Contar-te, eu, jamais, tenho vergonha:
Foi só uma fantasia que se sonha,
Mas eu não vou contar, conto depois:

Que fantasia! Sonhei a vida inteira
Uma jóia eu guardava com fervor
Um sonho, reservei pra um grande amor,
Uma pureza tão pura e verdadeira

Que enfim, aconteceu, já eu te conto:
Foi num passeio que fiz lá em Verona,
Num lindo amanhecer, coisa de um conto,

Ali frente ao albor, triste, sem dono...
Eis que naquele instante me defronto
Que eu perdera a virgindade solteirona.


Geraldo Altoé
Enviado por Geraldo Altoé em 04/11/2006
Reeditado em 30/08/2007
Código do texto: T282013
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Geraldo Altoé
Serra - Espírito Santo - Brasil, 60 anos
747 textos (17680 leituras)
1 áudios (13 audições)
2 e-livros (164 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 00:39)
Geraldo Altoé

Site do Escritor