Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A VERDADE


Não é minha a verdade, certamente,
nem do vizinho ou do que está no canto.
É de nós todos, de ninguém, somente
de Deus que é o tudo e o todo, Eterno, Santo.

Aceito por verdade o que convence
a minha consciência e não faz mal.
Não quero que se diga ou que se pense
que passo de um comum e vil mortal.

No meu resto de vida rude e austero,
viver em paz, manter-me no respeito
do semelhante, é tudo quanto espero.

A lembrança do filho e algum amigo,
isso me bastará. - Último preito,
os frios sete palmos do jazigo...
João Justiniano
Enviado por João Justiniano em 08/11/2006
Código do texto: T285905

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Ex: cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
João Justiniano
Salvador - Bahia - Brasil, 96 anos
619 textos (19599 leituras)
13 e-livros (1027 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 00:05)
João Justiniano