Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SEPARAÇÃO

De. Manoel Lúcio de Medeiros.
Fortaleza, 12/11/2006.

Saíste do mais sagrado recinto,
O peito onde reside o coração,
E hoje nem mesmo o vinho tinto,
Apaga com nossa separação!

É triste ver se desmanchar a família,
Faz pena ver desmoronar um lar,
Aos poucos vai se embora minha mobília,
Qual peixe fora dágua é meu andar!

Sei que eu jamais fui o primeiro,
E nem serei o úl-ti-mo do amor,
Não passo hoje de um botequineiro!

A separação é como guerras,
Que ao nosso redor tudo destrói,
Marido e mulher se tornam em feras!



Direitos autorais reservados.





Malume
Enviado por Malume em 12/11/2006
Código do texto: T289027
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Malume
Fortaleza - Ceará - Brasil
452 textos (16874 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 10:05)
Malume