Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

12 - (S.C) – AMOR DE CARTA.

Sonetos de Amor à Carmelita.
De. Manoel Lúcio de Medeiros.
Fortaleza, 08/01/2006.

Eu encostei seu ombro junto a mim,
Eu quase não podia acreditar,
Um amor, da carta, que nasceu no sim,
Eu pude este sonho conquistar!

A vida com um amor é muito boa,
É terra seca sentir a garoa,
Que pode a folha seca refrescar,
O amor produz a vida onde não há!

A vida agora estava dentro, em mim,
No amor que ganhei pra não ter fim,
Eu pude ouvir sua voz a me falar!

Então lhe fiz logo meu compromisso,
De me casar, e nunca ser omisso,
E ser feliz por toda eternidade!


Direitos autorais reservados.





Malume
Enviado por Malume em 14/11/2006
Reeditado em 14/11/2006
Código do texto: T290667
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Malume
Fortaleza - Ceará - Brasil
452 textos (16874 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 09:45)
Malume