Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto IV ( A beleza do tempo)

Nos momentos silentes há abertura
da mente com lembranças, um enredo.
Tudo do fundo da alma, sem segredo,
aparece em repentes, qual aventura...

Os amores de infância, com ternura,
surgem  daquela época e, me quedo,
relembrando bom tempo de brinquedom
esquecido lá dentro mas, nova leitura.

No livro da lembrança só as figuras:
Uma mulher altiva e velha,a cedo;
?Ainda homem austero me dá medo.

Viro e reviro páginas e, há  urdidura
Da vida bem tramada, sem segredo:
O amor trabalhou firme e, com bravura.

MVA
Enviado por MVA em 14/11/2006
Reeditado em 23/07/2011
Código do texto: T291582
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Citar o meu nome e meu site: www.marlenevieiraaragao.prosaeverso.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
MVA
São Paulo - São Paulo - Brasil
1926 textos (191097 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 10:48)

Site do Escritor