Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto de significante

Não te posso descrever-me! podes ler!
Linguagem é cousa que não se usa mais!
Só o silêncio é passagem para amar-te em silêncio
Do que não sei e nem sei o que me faz!

Um pouco sei que sou tua, apenas um pouco!
Um pouco nem sou um pouco de mim...
E nem existo onde não sei, que vivo tão louco
Como posso existir se nem me conheço o fim?

Por que me comparar a qualquer cousa?
Sou cousa qualquer em parte alguma!
Sou nenhuma cousa que precisa de significante

Errante é te sentir e não sentir o que sentia
É te contar dessa cousa que por viver me tinha
É só pensar em ti que nem sei quem é... a cada dia!
dhália
Enviado por dhália em 18/11/2006
Código do texto: T295089
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
dhália
Salvador - Bahia - Brasil
238 textos (5113 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 05:31)
dhália