Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NÃO MAIS





Meus olhos esperam por ti, ansiando,
Minha respiração é um mar de frescura,
Dispo-me de todas as armas – tirando
À ilusão toda e qualquer candura.

Eu sou aquele que viveu no engano,
E que se recusou a toda a ternura,
E sou porque fui, de mim levando,
Aquele que tirando se achou em amargura.

Não mais o utópico em mim,
Não mais a afronta desleal,
A mordedura, o cilício ou afim.

E que seja por mim... e que seja por ti...
E se este for um qualquer Ideal,
Que ele não seja prisão em si!



Jorge Humberto
(11/07/2003)

Jorge Humberto
Enviado por Jorge Humberto em 19/11/2006
Código do texto: T295610
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jorge Humberto
Portugal, 50 anos
2622 textos (66675 leituras)
22 áudios (937 audições)
13 e-livros (541 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 10:50)
Jorge Humberto