Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Absconditum mentis

Da noturna maldição num deserto,
Flui no lúgubre terreno dos mortos,
Mantendo sempre um delírio absorto
Da ceia sangrenta num saciar incerto.

Nos eivados seios feéricos desperto
Versos tristes do amante semimorto
Que em tópico vil chamam desconforto
Se for voz que uiva da tumba decerto.

Mão do poeta que aspira da desgraça
Tendo um coração sepulto e defunto
Nele amoldando uma emoção lassa.
 
Sabes escritor, quem sofre tanto adjunto,
Corte de espinhos em flor que transpassa
A morte que venha do abismo conjunto.
 
                                Herr Doktor
HERR DOKTOR
Enviado por HERR DOKTOR em 21/11/2006
Reeditado em 26/09/2008
Código do texto: T297410

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
HERR DOKTOR
Camboriú - Santa Catarina - Brasil
664 textos (21376 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 18:30)
HERR DOKTOR