Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DEPOIS DO AMOR


Depois do amor, meu corpo se aquieta,
há o relax e o silêncio, há o vazio.
Corre o sangue nas veias como um rio
sobre um leito de neve, plano e em reta...

A mente é desbotada e a própria alma
pára num pensamento indefinido,
amorfo, estéril, parvo, sem sentido,
de tédio e meia luz, dormência, calma...

E nada mais importa a esse momento!
Quebrado de cansaço e desalento,
vem o sono afinal, reconfortante...

Oh, o depois do amor! Nem mais o beijo,
Nem a carícia mais. Dorme o desejo,
resta o sonho, o amanhã, o colo amante...

                                26.02.91.
João Justiniano
Enviado por João Justiniano em 23/11/2006
Código do texto: T299343

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Ex: cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
João Justiniano
Salvador - Bahia - Brasil, 96 anos
619 textos (19599 leituras)
13 e-livros (1027 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 00:34)
João Justiniano