Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Meus Pecados

Quem ama de verdade não condena
Nenhum gesto impensado ao ser amado
Pois que um amor real é mais que a pena,
Maior que os erros todos do passado!

E julga-me infiel, minha pequena,
Flor de verão, meu anjo iluminado;
Não me dá a redenção em meus poemas
E joga-me na face os meus pecados!

Eu, que me curvo agora arrependido,
Escravo desse amor, voraz, insano,
Hoje ao teu lado vou, tão só, perdido...

Envolto nesse mar de desengano
Vivendo desse amor, luz sem sentido,
Meu pecado maior é que ainda te amo!
Ciro Di Verbena
Enviado por Ciro Di Verbena em 25/11/2006
Reeditado em 28/11/2006
Código do texto: T300973
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ciro Di Verbena
Votorantim - São Paulo - Brasil
223 textos (8976 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 16:51)
Ciro Di Verbena