Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PEDRA DO CRUZEIRO EM MARILÂNDIA




Ah! Se eu pudesse te escalar, beijar tua fronte,
Lá do alto perscrutar todo o horizonte,
E ver o arrebol que tu avistas,
Eu seria também mais um turista,

Desses que se acampam no teu cimo,
Como um piolho em uma cabeça de menino.
Como eu não posso, eu fico aqui na saia,
Como quem fica aos pés de um atalaia,

Puxando teu avental, querendo colo.
Como eu não posso, só fico te fitando
E te vendo e admirando aqui do solo.

Eu fico aqui embaixo imaginando:
Quem sabe com algumas asas eu decole,
E lá no teu cimo, vou voando.

Geraldo Altoé
Geraldo Altoé
Enviado por Geraldo Altoé em 25/11/2006
Reeditado em 09/03/2007
Código do texto: T301075
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Geraldo Altoé
Serra - Espírito Santo - Brasil, 60 anos
747 textos (17679 leituras)
1 áudios (13 audições)
2 e-livros (164 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 14:51)
Geraldo Altoé

Site do Escritor