Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cativeiro

O nosso amor tem ar de morte súbita,
Cambaleia confuso, é cambalacho.
Abaulador, viés de mar, riacho,
É erosão em pedra, é fingidor, fútil.

Tu és mulher com ar de sorte única,
Tens mil amores esperando! Acho
Que tu me amas com certo ar de esculacho,
Que tu me tens qual passatempo lúdico.

O mistério é questão de tentativa
E erro. Mas já receio que de errar
Tanto, demais já te amo e sou cativo,

Escravo, dessa jaula dos teus braços:
Bicho que tem por cativeiro o lar,
Ignora que é feliz em mundos falsos...
Cirilo
Enviado por Cirilo em 25/11/2006
Código do texto: T301207
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cirilo
Caxias do Sul - Rio Grande do Sul - Brasil
136 textos (7396 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 14:41)
Cirilo