Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


  
        MÃE DO VERSO



          A poesia que for a mais nova,
          Será aquela que mais comove 
          O espírito que a lê, que prova
          Da vida nascida na alcova.

          A poesia que é nova ainda chora,
          Por ter só agora percebido
          Que vive em nova trajetória:
          Mãe é do verso que foi parido.

          A poesia nova ainda reclama
          Que falta ao verso a noção do amor:
          - Só vou lhe dar o calor e a mama

           E encontrar o primeiro leitor...
           - E ele a lê e depois declama,
           Ou só vai ler p’ra fazer favor?


José Carlos De Gonzalez
Enviado por José Carlos De Gonzalez em 26/11/2006
Reeditado em 09/12/2006
Código do texto: T301553
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Carlos De Gonzalez
Itu - São Paulo - Brasil, 66 anos
556 textos (58836 leituras)
299 áudios (25422 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 21:57)
José Carlos De Gonzalez