Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quatro pés

Para onde foste ó alma minha, para onde?
Divorciada de mim! Como, onde, quando?
Ah, mulher! A mulher que tanto amor esconde,
O ódio também esconde, e não está mais amando.

Chorando! A nossa vida já tornaste infando
Assunto de que não falas... Diga-me donde
Tão renhido desgosto, donde? E me expulsando
De tudo, outono tão precoce às folhas, frondes...

Hoje estou estarrecido, grande mar de lama
Que só reclama, que é tão triste, que é estorvo.
Dono de nada, nostalgia que não finda.

Ah, acordar e ver quatro pés aos pés da cama,
É tudo que eu queria! Pra te ter de novo
Minha alma venderia, se a tivesse ainda...
Cirilo
Enviado por Cirilo em 26/11/2006
Reeditado em 12/03/2014
Código do texto: T302045
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cirilo
Caxias do Sul - Rio Grande do Sul - Brasil
136 textos (7396 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 18:24)
Cirilo