Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Apesar de muita dor em meu coração falar de amor as vezes é bom!

Aplaudo hoje, a existência do amor
Aplaudo hoje, a existência do apaixonado
Aplaudo hoje, a figura do casado
Aplaudo hoje, a existência do abstrato ardor.

Canto a beleza de amar a vida
Canto a beleza da tampa canastra da mente amante
Canto o lembrar daquele lindo semblante
Canto a cantiga, da linda poesia, em mim proferida.

Danço a valsa desses anos
Danço a valsa dos amados
E dos sofredores Byronianos.

Danço passando, nos gelos passados
Danço a valsa de junho…
Pois é nele que há: dia dos namorados.

II
Nas ruas todos de ternos e flores
Nas janelas seresteiras, todas de vestido longo e rosas
Nos olhares os brilhos de amores
Soam no ar, as notas frondosas.

De um dia como qualquer outro dia
De um peito como sempre coração
Mas as notas do cheiro das exalações de alegria
Folhas de junho namoram o chão.

Carros, nas rodovias da saudade
Dentro deles a grande ânsia.
Numa sala, o som do piano da vontade.

Os encontros e brilha o sol dos apaixonados
Canta a andorinha à volúpia
Pois hoje é junho mês dos namorados.
Cavaleiro das sombras
Enviado por Cavaleiro das sombras em 27/11/2006
Código do texto: T302499
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cavaleiro das sombras
São Paulo - São Paulo - Brasil, 29 anos
56 textos (3632 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 00:55)
Cavaleiro das sombras