Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fatalísmo

Por que tanta causa para dor?
Por que tanto sofrimento?
Caso venhamos então supor
Que obscuro este momento

Que a agonia paira n’outrora
Da sutil ferida, que aberta está
Que de tão pungente se demora
Como num outro infeliz lugar

Faz-se duma horda de horrores
Sem esperança, que ás de ficar
Desprezando puros amores

De fluências, de dissabores, o penar
Como que nunca viu pavores
O fatalismo, é onde te encontrarás
Paulo Poeta
Enviado por Paulo Poeta em 30/11/2006
Código do texto: T305662
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paulo Poeta
Goiana - Pernambuco - Brasil, 38 anos
73 textos (2821 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 08:59)
Paulo Poeta