Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A RAZÃO NO AMOR



Em nada me atenho quando a paixão
Invade o meu silêncio me insultado.
Nas asas de um pensar saio voando,
E vou bater na porta da razão.

Mas ouço-a dizer que sou atrevido,
Que não há razão que possa discernir
A alma de dois seres divididos,
Que o bom talvez é mesmo eu desistir.

Depois ela me chama para um canto,
E diz: Tente outra vez, pode dar certo,
Quem sabe num repente ela se encante!!?

E assim, ouvindo as vozes da razão,
Eu fico a me iludir pensando nela,
Judiando ainda mais do coração.

Geraldo Altoé
Geraldo Altoé
Enviado por Geraldo Altoé em 02/12/2006
Reeditado em 29/08/2007
Código do texto: T307652
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Geraldo Altoé
Serra - Espírito Santo - Brasil, 61 anos
810 textos (18510 leituras)
1 áudios (15 audições)
2 e-livros (188 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 03:54)
Geraldo Altoé

Site do Escritor