Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UM ÚNICO POEMA

Nos galhos retorcidos da  manhã
os pássaros repousam - luz e  paz -
que ainda dá tempo de criar
um céu turquesa que não vemos mais.

Ainda resta um pouco de silêncio
nos lábios amarelos destes dias,
que o tempo se encaminha bem depressa
a um não sei quê de melancolias.

Eu bem sei, ainda, que dá tempo
de um poema, um único poema,
se é loucura, então que seja extrema;

súbito as aves repousadas,
num único revôo riscam a manhã
com suas cores híbridas/douradas.
Enzo Carlo Barrocco
Enviado por Enzo Carlo Barrocco em 04/07/2005
Reeditado em 26/10/2007
Código do texto: T30995
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Enzo Carlo Barrocco
Belém - Pará - Brasil, 56 anos
733 textos (134422 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 06:31)
Enzo Carlo Barrocco