Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SONETO DE DESASSOSSEGO

A tarde flui lentamente,
nuvens com morosidade,
desassossego somente
no azul da minha saudade.

Meu poema inconseqüente
jamais dirá a verdade.
O tempo passa inclemente
deixando, apenas, saudade.

Só falo o que vem na mente,
vou morrer, só não sei quando
mas enquanto for o meu verso

essa viva luz derramando
nesta nau inconsistente
serei uma ave cantando...
Enzo Carlo Barrocco
Enviado por Enzo Carlo Barrocco em 05/07/2005
Reeditado em 26/12/2007
Código do texto: T31303
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Enzo Carlo Barrocco
Belém - Pará - Brasil, 56 anos
733 textos (134435 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 13:57)
Enzo Carlo Barrocco