Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ALVURAS

Asas alvíssimas, angelicais
bailam altíssimas na imensidade,
como se flâmulas ornamentais,
fachos impávidos de liberdade...

São os arcanjos da serenidade
brincando aos zéfiros celestiais,
a propagarem a felicidade
com rosas vívidas e atemporais!

E esses humores de alígeros santos,
a menearem os véus dos encantos,
tocam o meu coração com mesuras...

Anjos celebram, comigo, fulgentes
pelas oníricas veigas virentes,
quando me doas teu beijo de alvuras!
Marco A
Enviado por Marco A em 11/08/2011
Reeditado em 11/08/2011
Código do texto: T3152938
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marco A
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 47 anos
1357 textos (76393 leituras)
1 áudios (147 audições)
6 e-livros (94 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 11:52)
Marco A