Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Um bicho-homem só

E assim, sutil, transforma em mundo-cão.
E, transformando, não há mais amor.
E, não havendo amor, só resta a dor,
a dor da perda, da separação.

Vivendo assim, desesperadamente
a procurar amor, a buscar paz,
o bicho-homem não se satisfaz
no mundo-cão, e luta inutilmente.

Eu também sou um bicho-homem só,
com muito amor pra dar, sem receber
o que, desesperado, persegui.

Ando à procura de um viver melhor,
buscando no amor reconhecer
o paraíso que eu quis construir.
Paulo Camelo
Enviado por Paulo Camelo em 09/07/2005
Código do texto: T32619
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Paulo Camelo - www.camelo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Paulo Camelo
Recife - Pernambuco - Brasil, 68 anos
909 textos (260216 leituras)
36 áudios (10733 audições)
6 e-livros (1679 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 16:00)
Paulo Camelo

Site do Escritor