Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

[mesmo com toda a incerteza não há melhor lugar!]

Pela mãe gentil


Rendo graças ao Pai por minha terra
e ao coro dos pardais trinando à lua.
Eu louvo a paz que, em seu seio encerra
e aos amigos que achei na minha rua
.

Agradeço às manhãs nela raiadas
Q
uero-queros: encanto alvoroçado!
À friagem em minhas madrugadas
e aos feijões que colhi em seu roçado.

Busco, feliz em dias de domingo
águas claras que saciam a sede
perto do sol que chega de mansinho.

Na brisa que descansa em minha rede
Vejo o mar enfeitando o caminho
nesse pago, meu chão sigo sorrindo
!

Lili Maia
Enviado por Lili Maia em 07/09/2005
Reeditado em 21/02/2008
Código do texto: T48500

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Lili Maia
Curitiba - Paraná - Brasil
484 textos (66691 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 02:13)
Lili Maia