Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Desletrado do absurdo


Ando puto da vida co'a gramática.
Não escrevo parágrafo sem erro.
O verbo errar conjuga meu enterro,
trajando o luto da sintagmática.

Junto de sua pária eclesiástica,
zomba da minha rude ignorância;
da minha malfadada concordância,
crua deselegância, sistemática.

Vou cuspi no sujeito da oração;
defecar no artigo em contração
a fez, sem crase, da ortografia.

Pra redimir a minha incultura
corrijam-me os erros na leitura,
mas deixem-me ouvir a poesia.
Herculano Alencar
Enviado por Herculano Alencar em 09/09/2005
Código do texto: T49125
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Herculano Alencar
São Paulo - São Paulo - Brasil, 62 anos
1335 textos (57863 leituras)
5 áudios (264 audições)
13 e-livros (3212 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 20:19)
Herculano Alencar

Site do Escritor