Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A crucificação

Incontinentes, os esfíncteres vazados
desmancharam, do homem, toda a divindade.
Nem mesmo o Criador teve a capacidade
de estancar-lhe cada fluido despejado.

Chora, a honradez de um crucificado,
nos orifícios naturais do corpo humano.
Fosse um Galileu ou fosse um Romano
e morreria, igualmente, defecado.

A morte, organicamente impiedosa,
não se dá conta nem da prece, nem da rosa.
Segue, inexoravelmente, seu destino.

O coração cansado de pedir clemência,
finda por entregar-se, em obediência,
para a derradeira lei do amor divino.
Herculano Alencar
Enviado por Herculano Alencar em 13/09/2005
Reeditado em 26/12/2016
Código do texto: T50249
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Herculano Alencar
São Paulo - São Paulo - Brasil, 63 anos
1429 textos (62633 leituras)
20 áudios (405 audições)
13 e-livros (3719 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/09/17 23:10)
Herculano Alencar

Site do Escritor