Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ninguém dirá

Ninguém dirá que te desejo tanto
ao ver-me assim distante e pensativo,
nutrindo no meu ser um sonho santo
por ver que de sonhar agora eu vivo.


Ninguém dirá de mim que rio e canto
ou mesmo choro, e encontro um lenitivo
no riso, ou só no alento de meu pranto;
na chama deste amor que eu reavivo.


Ninguém dirá que te revelo o mundo;
um mundo todo meu, com alegrias
e tudo mais que exista de profundo;


Ninguém dirá que te dou os meus dias;
e dou-te um sentimento tão fecundo
e todo o bem-querer, que não querias...

Poeteiro
Enviado por Poeteiro em 05/10/2005
Código do texto: T56784
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poeteiro
Santos Dumont - Minas Gerais - Brasil
440 textos (10789 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 23:07)
Poeteiro