Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mistério do além ( Menção ao poema "Fausto" de Raferty )


Alma emasculada... matéria morta!
Nada de mim sobrou, nem mesmo eu.
Ofereci-me pro diabo e pra deus;
nem um nem outro quis abrir-me porta.

Satã deu-me a cerveja que bebeu
e mil mulheres assexuadas...
sem orifícios para dar entrada
ao falo triste que não me tolheu.

E deus, do alto de sua bondade,
oferceu-me toda castidade
como uma divina recompensa.

Os dois deixaram-me, alma penada,
a masturbar a eterna namorada,
sem descobrir o que um deles pensa.
Herculano Alencar
Enviado por Herculano Alencar em 08/10/2005
Código do texto: T57818
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Herculano Alencar
São Paulo - São Paulo - Brasil, 62 anos
1335 textos (57844 leituras)
5 áudios (264 audições)
13 e-livros (3207 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 13:55)
Herculano Alencar

Site do Escritor