Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Parto poético


Lutei como tu -inda hoje luto-
pra dar a luz a minha poesia.
Até que enfim aconteceu o dia,
quando as horas rederam-se aos minutos;

A ansiedade viu-se em calmaria;
a palavra rendeu-se à inspiração;
O cérebro rendeu-se ao coração;
o poeta rendeu-se à boemia...

Foi tanto tempo que já me esqueci
se me doeram as dores que senti
durante o parto do verso primeiro.

Mas de uma coisa eu me lembro ainda,
nasceu de mim uma poesia linda,
pois o meu coração pariu-se inteiro.
Herculano Alencar
Enviado por Herculano Alencar em 10/10/2005
Código do texto: T58545
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Herculano Alencar
São Paulo - São Paulo - Brasil, 62 anos
1334 textos (57788 leituras)
5 áudios (264 audições)
13 e-livros (3193 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:08)
Herculano Alencar

Site do Escritor