Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pintando versos

 
Fosse aquilo que eu mais queria,
seria, eu, a alma de um pintor!
Não sei se alma tem alguma cor,
mas, certamente, uma cor teria:

A cor da paz, do amor, da alegria...
em arco-íris num céu de aquarela,
e assim teria, eu, alma tão bela,
que igual beleza jamais morreria.

Mas, se morresse pra virar pintura,
a minha morte me acalentaria,
e minha alma, então, inda mais pura,

n'algum pintor, por certo, nasceria.
Mas... continuo a mesma criatura:
Pinto palavras como alegoria.

 
Herculano Alencar
Enviado por Herculano Alencar em 10/10/2005
Código do texto: T58562
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Herculano Alencar
São Paulo - São Paulo - Brasil, 62 anos
1332 textos (57748 leituras)
5 áudios (264 audições)
13 e-livros (3192 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 22:41)
Herculano Alencar

Site do Escritor