Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vai, voa!

Sem pai nem mãe aqui vou à deriva
fazendo versos par montar um soneto
bem devagar qual catando graveto
com ajuda d'minha mente criativa.

Vagando como, no mar, a água viva
vaga minha mente e então me meto
a escrever macio, do meu jeito
e assim farei enquanto houver a Diva.

Eu sou da poesia e não nego
e a ela de carne e osso me entrego
com a ajuda do papel e da caneta.

E foi, não foi, logo um soneto sai
depois de pronto lhe digo vai,
voa,  dei-te as cores da borboleta.

                       Josérobertopalácio
JRPalacio
Enviado por JRPalacio em 12/08/2017
Código do texto: T6081859
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
JRPalacio
São Luís - Maranhão - Brasil
2449 textos (95782 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 02:57)
JRPalacio