Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VELEIRO

Ainda é muito cedo doce amado
Não é a melhor hora de ir embora
E eu que tinha tudo programado
Refiz todas as rotas lá de fora

Meu veleiro anda à deriva em teu rio
Deixaste-me a mercê de um vendaval
Vejo ao longe o horizonte sombrio
Meu navegar é tristonho, real

Iço as velas, parto em busca do mar
Me despeço afinal de tuas curvas
Decido! Finalmente hei de partir

No teu rio não vou mais velejar
e saindo dessas águas tão turvas
vejo um oceano azul a sorrir !
Lili Maia
Enviado por Lili Maia em 19/10/2005
Reeditado em 15/05/2010
Código do texto: T61184

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Lili Maia
Curitiba - Paraná - Brasil
484 textos (66691 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 15:28)
Lili Maia