Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Rubro

Líquido fértil que aquece minhas veias,
Dando-me vida de alegria, pranto e dor.
Faculta-me tudo, até mesmo um desamor,
Uma paixão cá no meu peito, tu semeias.

Rubro amigo que, o falacioso, odeias,
Sou teu vivente, sou teu frasco e doador.
De vêz em quando vai para veias alheias,
Salvando a vida de um amigo sofredor.

Tu és meu sangue e transmite-me alegria,
Doar-te sangue, é maneira de amar!
Quem doa sangue sempre vive em harmonia,

Meu sangue, rubro, a razão do meu cantar.
E assim sempre fica em minha companhia,
Deixando enfim, meu coração a funcionar.

Valério Márcio
Enviado por Valério Márcio em 23/08/2007
Código do texto: T620740
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Valério Márcio
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
536 textos (45973 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 22:33)
Valério Márcio