Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Coloca a tua máscara

Coloca a tua máscara, se esconde
- não vale a pena ser verdadeiro -
quando o mote não passa de aponde
e querem seu sangue jorrado inteiro.

Disfarça a tua face, não a dê a tapa,
esconda-se desses canibais de alma;
hoje você é a bola da vez, a caça farta
e eles vão te comer a vida e a calma.

Coloca a fantasia e não deixe rastros,
minta, se esconda, não diga a que veio,
no meio desses torpes falsos falastros
não arregue, não baixe, seja embusteiro.

A alegoria de uns é camuflagem e engodo,
é a cortina que eles usam para te enganar,
se você se distraí eles te passam o rodo
- e quando der por fé já virou seu jantar -

[Da antiga Ópera, use-a]

http://versosprofanos.blogspot.com/

Maria Quitéria
Enviado por Maria Quitéria em 25/08/2007
Código do texto: T623032

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (http://recantodasletras.uol.com.br/autores/mquiteria). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Quitéria
São Paulo - São Paulo - Brasil
1098 textos (345068 leituras)
1 áudios (2465 audições)
4 e-livros (3953 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 10:44)
Maria Quitéria