Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto dos Muros !


Passa e passa a vida errante ,
O cisne calmo vaga no lago manso.
Nada importa ao olhar viajante.
Vou indo, indo, não me canso.

A onda, roda, enrola num soluço
Beija, abraça, murmura afagos.
Indiferente vou seguindo, nada ouço,
Nos meus solitários passos largos.

O sol tenta derrubar todos os muros.
A alma inerte percebe, não reclama, nota ,
Esqueceram de mim sozinha no mundo.

Sem saudade da saudade ,
Vou ao fundo do mais fundo, abandono tudo ,
Sem asas, o soneto da liberdade.

30/08/07
*
 
Maria Thereza Neves
Enviado por Maria Thereza Neves em 30/08/2007
Código do texto: T630775
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Thereza Neves
Juiz de Fora - Minas Gerais - Brasil
3363 textos (91815 leituras)
6 e-livros (225 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 02:18)
Maria Thereza Neves