Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VOLÚVEL

Foi numa tarde tão linda de sol
Que a encontrei com outro alguém!
Estava tão linda, eu sem ninguém,
Parecia a natureza em seu arrebol!

Ela fingiu não me ver e no vaivém
Escapou tirando-me do seu rol.
Eu feliz que achava ter um bem
Sentia-me um peixe fora do anzol.

Lembrei dos seus beijos tão ardentes,
Das suas juras secretas e envolventes,
Da sua boca doce cheirando hortelã!

Pensei e concluí minha tese tristemente:
Aquele sujeito jovial, robusto e sorridente
Terá o mesmo fim que eu tive, amanhã.
Carlos Melgaço
Enviado por Carlos Melgaço em 30/08/2007
Código do texto: T630804

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Carlos Melgaço
Vitória da Conquista - Bahia - Brasil, 59 anos
1127 textos (33080 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 13:03)
Carlos Melgaço