Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

*EMBRIAGUES DO AMOR*

Embriagada estou neste teu canto
Vício que me impele todo dia
Como “pinga” que penetra no organismo
Não tem médico que cure esta euforia

As letras já deslizam nos meus dedos
A toda hora o pensamento reinicia
Uma mensagem mesmo muda, silenciosa
Pra dedilhar poemas livres cada dia

O tempo é curto pra falar de todo amor
As palavras correm frouxas deslizando
Pra um só poema desfilar ao teu encontro

A hora da caminhada está chegando
O corpo sai à mente fica revoando
O tempo roube a sena, não o desencanto


Nas sendas deste amor em seda e renda
Mensagens e carinhos que trocamos.
Mistério do querer que se desvenda,
Enquanto bem mais fortes, nos amamos.

Sabemos das histórias, cada lenda
De escravos e cativos, servos, amos.
Amor nos adoçando; na moenda
Garapa e puro mel nós encontramos.

Assim anunciando um novo dia
De sonhos e palavras mais constantes
Vagamos por espaços siderais,

Fazendo os nossos elos, poesia,
Eu peço encarecido que tu cantes
Amores que sabemos bons demais...

SOGUEIRA
Marcos Loures
Sonia Nogueira
Enviado por Sonia Nogueira em 30/08/2007
Código do texto: T631110

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Sonia Nogueira
Fortaleza - Ceará - Brasil
2360 textos (127382 leituras)
12 e-livros (638 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 01:43)
Sonia Nogueira

Site do Escritor