Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AMOR SEM FIM





Uma súbita tranquilidade tomou meu ser,
E, ao largo, um rio corre, para a sua foz…
Tudo é sublime e arguto, de bom parecer,
Que eu, não querendo ferir, aquietei a voz.

Contudo toda esta tranquilidade tem seu
Quê, pois que estás longe de mim agora.
E embora saiba de antemão que sou teu,
A separação torna difícil, a quem namora,

Tanto tempo sem sabermos um do outro,
Pois que me preocupo contigo doravante.
E não há desígnio, que se afigure doutro,

Senão o que é nosso: amor sem mistura,
Vivificando caminhos, de hoje em diante,
Como numa revelação que nos estrutura.

Jorge Humberto
01/09/07
 



Jorge Humberto
Enviado por Jorge Humberto em 02/09/2007
Código do texto: T635163
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jorge Humberto
Portugal, 51 anos
2622 textos (67034 leituras)
22 áudios (940 audições)
13 e-livros (541 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 03:25)
Jorge Humberto