Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Exaltação à Morte

É um forte corte de porte grande
Que esse muro escuro e duro suporta:
Barreira de cor, dor e odor de morta
Massa que passa da raça e brande.

E oscila e vacila a sibila aorta
Na hora em que mora o agora, tal lande:
Terra arenosa, ociosa, sem cândi
Que mostra a verdade que comporta

O meu interesse em tratar desse tema
Em palavras, em versos, em poema,
Já que todos, no breu, vamos nos ver:

Seja no pleno infinito azul
Ou nas chamas que nos queima ao sul:
Hemos de brindar ao nosso morrer!





 








Preto
Enviado por Preto em 04/09/2007
Reeditado em 04/09/2007
Código do texto: T638065

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Marcos Luca Valentim). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Preto
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 30 anos
165 textos (14616 leituras)
2 áudios (333 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 13:37)
Preto